Com demanda em alta, Coopavel amplia integração na área de suínos

Jean Paterno
Granja totalmente cercada com acesso liberado a colaboradores

Com o aumento da demanda no mercado de carnes, a Coopavel faz expansão na cadeia de suínos. A cooperativa abre mercados de exportação da carne suína brasileira para outros países e houve necessidade de ampliar essa cadeia produtora.

O frigorífico da Coopavel, localizado na área industrial, em Cascavel, tem capacidade para abater 3,2 mil suínos por dia. Uma das ampliações está na construção de um novo túnel no frigorífico, assim aumenta-se a capacidade da linha de cortes. Hoje, a cooperativa abate 40 mil suínos por mês e com essa ampliação a meta é chegar a 60 mil.

Para suprir essa necessidade de abate, a Coopavel conta com duas UPLs (Unidade Produtora de leitões) próprias. Uma delas com 3 mil fêmeas e outra com 6,3 mil fêmeas, além de produtores parceiros que juntos possuem 4,5 mil fêmeas, todas com as melhores ferramentas em nutrição, genética, infraestrutura e departamento técnico especializado. A cooperativa conta ainda com mais 8 mil animais entregues por meio de contratos.

Com essa grande demanda, a Coopavel investiu R$ 70 milhões na ampliação de uma das UPLs, dobrando a sua capacidade de 6,3 mil para 12,6 mil fêmeas, somando 15,6 mil matrizes, investimento esse para oferecer o que há de melhor em qualidade ao integrado e ao consumidor final, informa o médico veterinário da área de Fomento à Suinocultura, Gustavo Bernart.                                                   

Com essa grande demanda, a Coopavel busca novos integrados para a atividade da suinocultura. Hoje, a integração conta com cerca de 110 produtores. O sistema de parceria representado pelas granjas de terminação oferece uma oportunidade rentável para produtores rurais que desejam investir no setor desenvolvendo uma criação com elevado padrão de desempenho em custos operacionais relativamente baixos comparados a outras atividades.

O padrão de galpão de terminação da Coopavel é o seguinte: modais 106×9,4 metros com a capacidade para alojar 920 animais. O barracão é pré-moldado com pé direito de 3,5 metros e possui sistema de piso vazado (grelhas de concreto) em 60% da baia.

Linha de comedouros automáticos com ração o tempo todo aos animais

Perfil:

De acordo com a área técnica da cooperativa, o perfil esperado do produtor é o seguinte:

• localização da propriedade em raio médio de 60 km da indústria

• propriedade com estrutura básica boa (água de qualidade, energia constante, sem restrições de acesso a qualquer tempo)

• visão empresarial e ser associado da cooperativa movimentando sua produção nas unidades.

Compromisso da Integradora:

 Dar a assistência técnica necessária para o bom desempenho zootécnico

Fornecimento de rações adequadas para cada fase de produção

Fornecer os leitões com boa sanidade e peso padrão

Orientar quanto a aplicação de vacinas, medicamentos etc

Assessorar no desenvolvimento dos projetos e orientar para a obtenção das linhas de crédito existentes para o setor.

Barracão pré-moldado com pé direito de 3,5 metros