Falar de sucessão familiar deve se tornar hábito nas propriedades rurais

Por Jean Paterno

Pais e filhos que atuam na atividade rural participaram nesta semana na Unicoop (Universidade Coopavel) de encontro de sensibilização sobre o programa Herdeiros do Campo. Metodologia desenvolvida pela Federação da Agricultura do Estado Paraná em parceria com o Senar, o treinamento trata de um tema cada vez mais importante para o campo, a sucessão nas propriedades rurais.

A apresentação dos conteúdos foi feita pelo consultor Luiz Tiradentes, que envolveu os presentes em exercícios práticos para abordar o assunto. “Tudo para estabelecer o diálogo como principal ferramenta para a gradual construção de uma nova cultura, de colocar a sucessão no campo em pauta no cotidiano das famílias rurais”. Um dos exercícios apresentou quatro perguntas básicas sobre a importância da sucessão aos participantes.

A primeira pede de quem você é sucessor? E as demais são: Sua propriedade é lucrativa? Qual é o seu custo de produção?, e Em quem você confia? Luiz Tiradentes apresentou raciocínios que dão corpo ao questionamento e informou que cada pergunta é então aprofundada em encontros específicos para grupos, basicamente de pais e filhos, formados em várias cidades do Estado.

O programa Herdeiros do Campo é desenvolvido há cerca de dois anos e Tiradentes afirma que já é possível perceber mudanças entre as famílias integradas ao conteúdo. “A primeira delas é estabelecer o assunto como um hábito na propriedade, porque a sucessão familiar é um processo, uma construção que traz benefícios, principalmente de manter a família unida e preservar o patrimônio”.

Legenda: Reunião de sensibilização realizada dias atrás na Unicoop em Cascavel

Crédito: Assessoria

Banco do Brasil Governo Federal