Fertilizante foliar combate efeitos do estresse hídrico no milho

Jean Paterno

A versão digital do Show Rural Coopavel produziu um capítulo especial, que já está no ar, que dá detalhes de como combater os efeitos do estresse hídrico nas lavouras de milho. E a resposta está na utilização de fertilizantes foliares. Quem detalha o assunto é o agrônomo Jhonatas Ribeiro, coordenador técnico de campo da Nutriagro, indústria de fertilizantes foliares que a Coopavel inaugurou há um ao e meio.

Jhonatas apresenta duas plantas em situação oposta para apresentar os argumentos que justificam a utilização do fertilizante foliar. O exemplar com estresse hídrico tem sérios problemas de desenvolvimento. Os principais danos provocados pela falta de água e nutrientes são deficiências sérias no sistema radicular, o que deixa a planta suscetível ao tombamento, e colmo de espessura fina e frágil em comparação à estrutura das folhas.

Há ainda pouca massa foliar, espiga mal desenvolvida e perdas significativas de produtividade. Com outra planta em mãos, em condição bem diferente da primeira, Jhonatas informa como a aplicação do fertilizante foliar pode contribuir na recuperação fisiológica da lavoura. “Essa apresenta bom aporte de raízes, que asseguram ideal suprimento à planta; há boa sustentação, o colmo é grosso e resistente a ventos fortes e na parte vegetativa é possível verificar folhas bem distribuídas e largas, que otimizam a absorção de luz, e alto potencial produtivo”.

Controle

Por mais que a tecnologia e os conhecimentos técnicos tenham avançado não é possível controlar o clima e as intempéries, mas há como gerir com eficiência o manejo para garantir bons desempenhos e resultados. Sem chuva e com baixa umidade ocorre a redução do metabolismo da planta, com prejuízo também às suas reações biológicas e fisiológicas, fazendo com que ela consuma suas reservas de energia.

A utilização de fertilizante foliar completo combate o estresse hídrico e assegura boa performance na colheita. A recomendação, de acordo com Jhonatas Ribeiro, é empregar fertilizante foliar à base de bioestimulantes, aminoácidos, macro e micronutrientes. A junção de suas características e funções vão favorecer a manutenção do alto potencial de produtividade, afirma o engenheiro agrônomo. No capítulo da versão digital do Show Rural Coopavel, ele explica em detalhes a função de cada substância.

A aplicação pode ser realizada em qualquer estágio da planta, segundo condições de estresse hídrico, fitotoxidade e até em áreas de cultivos de milho atingidas por chuva de pedra. A utilização do Nutriplenos completo, um dos produtos da linha de formulados do portfólio da Nutriagro, realizará nova ativação da performance da planta, fazendo com que o milho expresse o seu melhor potencial produtivo.

Para assistir aos capítulos da versão digital do Show Rural Coopavel basta acessar os seguintes endereços: www.showrural.com.br youtube.com/showruralagro .

O agrônomo Jhonatas Ribeiro explica, na versão digital, sobre benefícios do fertilizante foliar

Crédito: Assessoria