Gerentes da Coopavel fazem visita a Centro de Operações e Crise do Rio

Jean Paterno

A Coopavel foi uma das empresas representadas em recente visita técnica ao Centro de Operações de Crise do Rio de Janeiro, uma espécie de quartel-general das equipes operacionais da prefeitura da capital fluminense. A cooperativa foi representada pelos gerentes de TI (Tecnologia da Informação) Rogério Aver e de Inovação, Kleberson Angelossi. O encontro contou com as presenças também de diretores da Brasil Soberano, PTI (Parque Tecnológico Itaipu) e Porto de Paranaguá.

Os organizadores da visita técnica informam que o convite foi feito a instituições que lideram processos de inovação em âmbito nacional. “Ficamos muito felizes com o convite, porque a inovação e a busca pela constante melhoria de processos, gerando resultados melhores, é uma das prioridades de atuação da Coopavel”, diz o presidente Dilvo Grolli. O objetivo do encontro foi aproximar e fortalecer laços entre empresas e entidades que podem, a partir do compartilhamento, fortalecer serviços que têm o usuário como foco.

O Centro de Operações é formado por 30 órgãos ligados às estruturas do município e do estado do Rio de Janeiro, além de concessionárias de serviços públicos e outros parceiros. A principal atribuição dessa estrutura é, 365 dias por ano, fazer o monitoramento do território urbano antecipando e inibindo problemas a partir de soluções variadas. Devido à sua geografia, o Estado costuma registrar enchentes, inundações e desmoronamentos de encostas, com mortes e enormes prejuízos. Com a operacionalização do COR há a adoção de medidas preventivas para salvar o máximo de vidas possível.

Os executivos e diretores das instituições convidadas foram recepcionados por Vitor Sá e Lívia Paulino, da equipe de Assessoria e Planejamento e Crise do Centro de Operações. “O Centro criado pela Prefeitura do Rio de Janeiro conta com o que há de mais moderno em tecnologia. A inovação aplicada já traz bons resultados e esse modelo de atuação serve de inspiração para o agro”, diz o gerente de TI da Coopavel, Rogério Aver, diante do que pôde ver durante a visita guiada ao COR.

Legenda: Executivos convidados para conhecer o Centro de Operações de Crise do Rio de Janeiro
Legenda: O cérebro do Centro de Operações de Crise, que hoje é exemplo para o Brasil
Crédito: Assessoria