No Show Rural, cultivares de mandioca para mesa e indústria

Por Edmilson Gonçales Liberal
Mandioca IPR Upira, para mesa, é rica em vitamina A.

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater mostra no Show Rural as cultivares de mandioca IPR Upira, destinada ao consumo de mesa, e IPR B36, desenvolvida para os produtores que vendem sua produção para a indústria de farinha e de fécula (polvilho).

IPR Upira se destaca pelas características nutritivas. Segundo o Mário Takahashi, pesquisador que desenvolveu a cultivar, as raízes contêm alto teor de carotenoides, substância que é precursora da vitamina A, a mesma que existe na cenoura e é responsável por sua cor alaranjada.

Outro ponto positivo da cultivar é o cozimento rápido, em cerca de 20 minutos – dez a menos do que a média dos materiais disponíveis no mercado.

O ciclo tardio – a colheita se dá cerca de um ano após o plantio – possibilita obter melhor preço, pois, nessa época, a maior parte dos produtores já colheu e vendeu a produção.

INDÚSTRIA – Lançada no ano passado, a cultivar IPR B36 produz alto teor de amido e é destinada aos agricultores que atendem a indústria de farinha e de fécula. Takahashi também destaca as raízes de casca delgada. “É uma característica que favorece o processamento industrial”, aponta.

IPR é precoce e produtiva – chega à colheita em 10 a 12 meses no primeiro ciclo, com potencial produtivo acima de 30 toneladas por hectare. O porte das plantas, de baixo a médio, facilita os tratos culturais na lavoura.

Outro ponto alto do novo material é o formato das raízes e sua inserção próxima à superfície. “São características que aumentam o rendimento na operação de colheita”, explica Takahashi.

Indicada para plantio direto ou convencional, IPR B36 é tolerante às principais doenças que afetam lavouras de mandioca e não apresenta fitotoxidade aos herbicidas registrados para a cultura. É indicada para plantio em todas as regiões produtoras do Paraná, preferencialmente em terrenos com teor médio de argila inferior a 25%.

Banco do Brasil Caixa Governo Federal