Show Rural Coopavel 2023 06 a 10 de Fevereiro de 2023

Premiação do Cooperativismo: Com categorias novas e atualizadas, Quem é Quem moderniza o seu foco de avaliação

Jean Paterno

A categoria Mulher Cooperado foi alterada para Liderança Feminina, redimensionando o papel das mulheres dentro da estrutura administrativa, por exemplo. O prazo final para a entrega dos questionários foi prorrogado para o dia 18 de fevereiro

O Prêmio Quem é Quem: Maiores e Melhores Cooperativas Brasileiras de Aves e Suínos tem novo prazo para envio dos questionários. As cooperativas podem agora encaminhar toda a documentação e respostas até o dia 18 de fevereiro. O novo prazo atende a uma demanda das próprias concorrentes, que indicaram a necessidade de maior tempo para o preenchimento e participação em todas as 11 categorias.

A premiação é uma iniciativa das revistas Avicultura Industrial e Suinocultura Industrial, publicações da Gessulli Agribusiness, tendo como entidade patronal a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e patrocínio apresenta das empresas De Heus – do setor de nutrição animal – e a Boehringer Ingelheim – que atua em Saúde Animal. Os vencedores são conhecidos na abertura oficial da AveSui América Latina 2022, que neste ano acontece de 26 a 28 de abril em Medianeira, no Paraná.

O objetivo do prêmio é valorizar o relevante papel desempenhado pelas cooperativas para o desenvolvimento do agronegócio do País, assim como para a melhoria social e preservação do meio ambiente, destacando ações e atores centrais nesse processo, como os cooperados e técnicos que compõem sua estrutura de produção. Todo o levantamento e apuração das categorias, assim como o ranking em cada uma delas, será elaborado pelo Nupea-Esalq/USP, sob a coordenação do professor Iran José Oliveira da Silva.

NOVIDADES NA EDIÇÃO 2022

Em todos os anos, a equipe de coordenação do prêmio e avaliadores se reúnem para indicar possíveis ajustes nas categorias existentes ou inserções de novas. Para esta edição, a categoria Sustentabilidade, que era uma média simples das categorias Econômico-Financeira, Social e Ambiental, foi substituída pela Melhores Práticas ESG, modernizando assim o conceito e aplicando métricas que avaliem a aplicação das práticas de ESG (Ambiental, Social e Governança, em português) pelas cooperativas.

O prêmio de Assistência Técnica também mudou, passando agora a ser entregue para o melhor técnico em aves e em suínos. Anteriormente, a premiação destacada a atuação de apenas um profissional, independente da atividade de atuação. Outra alteração se deu em “Mulher Cooperada” que agora passa a se chamar Liderança Feminina, dando um enfoque maior a participação da mulher dentro da estrutura administrativa e produtiva da cooperativa, independente da função e/ou cargo ocupado.

A categoria “Varejo” também foi dividida em duas: Varejo – Marketing em Ação com foco maior em ações de marketing e campanhas publicitárias e Varejo – Inovação em Consumo, direcionada a destacar iniciativas de desenvolvimento de produtos cárneos e/ou uso embalagens inovadoras. E foi incluída uma categoria específica para Bem-estar Animal, tem que se tornou estratégico dentro da produção animal.

CATEGORIAS E SEUS CONCEITOS

Abaixo, todas as categorias do Prêmio Quem é Quem 2022 e os conceitos em torno de cada uma delas. Confira.

Gestão Econômica Financeira

O crescimento econômico de uma cooperativa resulta na geração de renda para os seus cooperados, além de movimentar toda a economia da região onde está instalada. A categoria busca avaliar a performance econômica e gerencial das cooperativas participantes a partir de seus resultados financeiros nos últimos anos.

Gestão Social

As cooperativas desempenham um importante papel social ao proporcionar condições para que as famílias se mantenham no campo com renda e dignidade. O retorno financeiro dado ao final de cada ano a partir das chamadas “sobras” é um bom exemplo disso. A categoria busca avaliar o impacto social econômico sobre a vida dos cooperados, assim como a adoção de práticas gerenciais voltadas às atuais demandas sociais.

Gestão Ambiental

A preservação do meio ambiente e a adoção de práticas ambientalmente sustentáveis são fundamentais para o contínuo desenvolvimento do agronegócio no país. Essa categoria visa mensurar o atendimento às exigências legais de preservação, identificando ações e medidas implementadas pelas cooperativas para minimizar os eventuais impactos causados pelo processo produtivo, agregado de soluções para a geração de energias limpas.

Melhores Práticas ESG

O ESG (Ambiental, Social e Governança, em português) consiste em um conjunto de ações e de boas práticas cujo intuito central é estabelecer que as atividades de uma empresa sejam desenvolvidas de maneira consciente, sustentável e devidamente gerenciada. É um modelo de gestão no qual se precisa comprovar as adequações de forma prática, não somente na teoria. O objetivo desta categoria é identificar o quanto as cooperativas estão alinhadas às práticas ESG, verificando o nível de sua implementação interna.

Assistência Técnica – Avicultura

Assistência Técnica – Suinocultura

O papel do técnico de campo é fundamental para a difusão de novos conhecimentos e tecnologias junto aos produtores de aves ou de suínos, sempre objetivando novos ganhos de produtividade. Essa categoria busca reconhecer o esforço deste profissional por meio dos resultados técnicos obtidos nas granjas atendidas por ele, além de avaliar sua formação e eficiência na função.

Gestor Operacional

Uma gestão eficiente é fundamental para que os sistemas produtivos de suínos e aves alcancem as metas almejadas com menor custo e maior rentabilidade. Essa categoria visa ressaltar o papel dos profissionais que atuam na função de gerente, avaliando o seu desempenho em gerir processos produtivos e pessoas, assim como os resultados de campo até a chegada dos animais ao frigorífico.

Melhor Cooperado – Aves

Melhor Cooperado – Suínos

O grande motor dos sistemas produtivos de suínos e aves são os produtores, responsáveis por abastecer toda uma estrutura montada para levar alimentos de qualidade do campo à cidade. A dedicação, o engajamento e a busca incessante por novos patamares produtivos é o que se pretende reconhecer nessa categoria, principalmente a partir da avaliação dos índices zootécnicos dos cooperados.

Liderança Feminina

As mulheres têm ampliado o seu espaço dentro do agro em suas mais diferentes estâncias administrativas, produtivas e gerenciais. Como líder no campo, ela agrega uma visão mais humanistas aos processos inerentes a toda a cadeia produtiva de proteína animal. O objetivo é destacar a atuação da liderança feminina dentro da estrutura organizacional da cooperativa, destacando o papel da indicada nas suas funções (seja no campo, administrava e/ou social) e os benefícios e ganhos gerados por esta atuação.

Inovação

Saltos de eficiência e produtividade no agronegócio são resultados da incorporação de inovações tecnológicas ao processo produtivo. Entendendo inovação como algo que impacte positivamente o processo produtivo no campo ou planta industrial, solucionando um problema, podendo ter como base o uso de alta tecnologia ou não. Com isso, a categoria busca reconhecer iniciativas de projetos inovadores implantados pelas cooperativas que resultaram na melhoria de uma ou várias etapas de sua produção com impacto positivo para seus cooperados.

Varejo – Marketing em Ação

As ações de Marketing são essências para apresentar características intrínsecas do produto, assim como estabelecer uma imagem adequada em relação à marca da cooperativa, criando ainda um relacionamento mais direto da empresa com o consumidor e seus anseios. O objetivo dessa categoria é destacar iniciativas e campanhas comerciais e de marketing – em mídias online e offline – e/ou PDV’s visando alavancar as vendas no varejo, consolidando as características da marca junto ao consumidor.

Varejo – Inovação em Consumo

O desenvolvimento de novos produtos cárneos, diversificando sua apresentação de forma a facilitar a rotina do consumidor (como processados, temperados, pré-prontos, cortes específicos e outros) e/ou a adoção de embalagens inovadoras acompanhadas de visual adequado ao perfil de consumo agregam valor à marca da cooperativa. O objetivo dessa categoria é destacar as iniciativas de desenvolvimento de produtos cárneos e/ou uso embalagens inovadoras para alavancar as vendas no varejo, atendendo assim demandas atuais dos consumidores.

Bem-estar Animal

O bem-estar animal se transformou em uma dos principais drivers dentro do mercado global de alimentos. Os consumidores e redes supermercadistas têm exigido novas diretrizes ao setor produtivo, que vive um processo de transformação nos modelos de produção adotados até aqui. Legislações e normativas têm sido aprovadas em diferentes países, com níveis variados de implementação. O objetivo desta categoria é mensurar como as cooperativas tem aplicado as exigências de bem-estar animal, avaliando também o seu nível de conhecimento sobre o tema, além de identificar ações de capacitação e conscientização junto a seus cooperados e cadeia de fornecedores.

Banco do Brasil Governo Federal Caixa