Cascavel promove ato em gratidão e reconhecimento ao trabalho de garis

Jean Paterno

Wagner de Oliveira, 24 anos, acordou cedinho no domingo, 16 de maio. Ele estava ansioso e mal conseguiu dormir. Acompanhado da esposa e da filha, Wagner foi até o Calçadão da avenida Brasil para participar de um ato inédito. Quatrocentos garis foram homenageados em uma ação organizada por empresas, entidades e órgãos públicos, tudo sob um esquema sanitário rigoroso.

Wagner não teve as chances que gostaria de estudar e conseguir diploma de um curso valorizado. Há dois anos ele atua como gari e se diz orgulhoso em ajudar a manter a cidade limpa e organizada. “Estou muito feliz, porque esse evento é o reconhecimento ao que fazemos e ao que representamos”. Em uma ação cuidadosamente arquitetada, empresas e instituições se aliaram para doar, a cada gari, cesta com alimentos, mochila e uma camisa do FC Cascavel.

“Trabalho há 14 anos como varredor de rua e essa é a primeira vez que participo de um ato como esse. Sinto-me orgulhoso. Posso garantir que essa cesta de alimentos que estou recebendo vai tornar a mesa de minha família mais farta pelos próximos dias”, diz José Carlos Tosco, 53. “Quero agradecer a quem teve essa ideia, que faz com que, mesmo que por um instante, a gente se sinta especial”.

A Coopavel é uma das empresas que participaram da homenagem. A cooperativa doou mochila a cada um dos 400 garis reconhecidos na cerimônia. “Esse é um gesto que valoriza o que as pessoas têm de melhor, que é o compartilhamento do seu trabalho e do seu talento à coletividade. A Coopavel tem o aspecto social como um dos traços mais fortes de sua trajetória e em um momento de tantas dificuldades como o de agora toda ajuda, reconhecimento e atitude de gratidão são muito bem-vindos”, afirmou o presidente Dilvo Grolli.

“Essa foi a forma que encontramos de dizer obrigado, de agradecer a uma categoria profissional que, mesmo diante dos desafios, não parou de trabalhar um único dia nos últimos 15 meses, cumprindo com a sua missão mesmo com os riscos impostos pela pandemia”, disse o presidente do FC Cascavel, o empresário Valdinei Antonio da Silva. O presidente da Associação Comercial e Industrial de Cascavel, Genesio Pegoraro, manifestou, por sua vez, que a Acic, que representa os empresários e as grandes bandeiras da comunidade, também se sentia honrada em poder ajudar e participar.

Exemplo

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, foi uma das autoridades que estiveram no Calçadão para reconhecer o trabalho dos profissionais da limpeza pública. “Estamos enfrentando um período de dificuldades, que exige o empenho e a colaboração de todos. Vejo aqui pessoas dedicadas e que cumprem o seu trabalho com amor e zelo. Meu muito obrigado a todos”. A cerimônia foi transmitida ao vivo pela Norte FM e, vestido com o uniforme de gari, o radialista Lourival Giansante afirmou estar orgulhoso com a atitude de unidade, de respeito e de afeto que a comunidade demonstrou com uma categoria profissional de tanto valor. “Saber agradecer e reconhecer a virtude do outro é uma grande dádiva”, ressaltou Lourival.

O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, entrega mochila a Wagner de Oliveira

Crédito: Assessoria