Show Rural Digital

Com 391 mil visitantes e R$ 6,1 bi em negócios, 36º Show Rural bate recordes

Legenda: Dilvo e Rogério com os coordenadores do 36º Show RuralCrédito: Assessoria A 36ª edição do Show Rural Coopavel entra para a história como a maior já realizada. O presidente Dilvo Grolli anunciou na tarde desta sexta-feira, 9, os números finais do evento iniciado na segunda-feira: 391.316 visitantes passaram pelo centro tecnológico da cooperativa nos cinco dias e o volume comercializado pelos 600 expositores alcançou R$ 6,1 bilhões. O público desta sexta foi de 58.216 pessoas. Em 2023, o Show Rural recebeu 384.022 visitantes. “Esse é o maior número da história do Show Rural, que começou em 1989 com apenas 110 visitantes. Esse é o resultado do planejamento e da união de uma equipe comprometida e que quer o melhor para um evento que dissemina inovações para o campo produzir mais, melhor e com sustentabilidade”, afirma Dilvo, agradecendo a todos que, de uma forma ou outra, contribuíram para que o evento acontecesse. Neste ano, houve recorde também de tecnologias apresentadas para as mais diversas áreas da cadeia do agronegócio. “Cento e sessenta empresas de inovação e startups participaram do Show Rural Digital, mostrando o quanto essa conexão da tecnologia com o campo é forte e inseparável”. Realizar um evento com essa amplitude exige amor, dedicação, trabalho duro e muita persistência, complementa o coordenador geral, o agrônomo Rogério Rizzardi. A edição de 2025 já tem data para acontecer: 10 a 14 de fevereiro. A missa de abertura será no dia 9 de fevereiro.

Hackathon 2024 desafia mentes inovadoras no Show Rural Digital

Legenda: Equipes têm menos de 36 horas para apresentar um produto que solucione algum dos problemas apresentados Crédito: Assessoria Com a presença de parceiros e patrocinadores, os organizadores deram a largada para a quinta edição do Hackathon no Show Rural Digital deste ano. Os 75 participantes estão divididos em 15 equipes e terão cerca de 36 horas para 1 - Eleger o desafio, 2 - criar o melhor produto e, 3 - ganhar o Hackathon SRD24. Esse é, literalmente, o passo a passo que terão que cumprir para alcançar o objetivo da maratona.  Ao comentar sobre o impacto do hackathon para além da competição, o gerente de TI da Coopavel, Rogério Aver, disse que “nem sempre o vencedor da maratona é o que mais ganha” ao relacionar projetos que podem gerar valor comercial que ultrapassam, ao longo do tempo, o valor das premiações que serão entregues.  O coordenador geral do Show Rural Digital, José Rodrigues da Costa Neto, complementa ao abordar alguns desdobramentos do evento, onde a proposta é gerar soluções no sentido que o produtor aumente a sua produtividade e como consequência, aumente a lucratividade. “Temos exemplos de empresas que não venceram o Hackathon, mas que conseguiram colocar os produtos e soluções desenvolvidas aqui no mercado”, destaca Neto.  Premiação A equipe vencedora do hackathon do Show Rural Digital 2024 ganhará como prêmio viagem para conhecer um dos mais efervescentes sistemas de inovação das Américas. Eles vão para Santiago, no Chile, conhecer startups e empresas de inovação do país, muitas que são referências em suas áreas de atuação. Para a segunda colocada, haverá um prêmio de R$4 mil e R$2 mil vai para o terceiro lugar.   Cooperado Gabriel Espedito Trentin (19) é acadêmico do curso de Agronomia, cooperado e filho de cooperado Coopavel. Esse é o terceiro hackathon seguido que ele participa. “Esse é um evento diferente que une a área do Agro com a tecnologia e o entrosamento dessas áreas com certeza é o futuro. São desafios novos todos os anos e aqui temos a oportunidade de aprender coisas novas e adquirir mais experiência, eu que sou do rural tenho a oportunidade de aprender mais sobre tecnologia com pessoas diferentes”, avalia Gabriel. Depois da primeira participação, conta que não precisa mais de incentivo, pois já fica esperando a data que vai abrir as inscrições do ano seguinte para poder garantir sua vaga na maratona.  Premiado Outro que tem motivos de sobra para continuar participando é o consultor de sistemas da empresa Prisma, Edson Liberali (49), na primeira participação da equipe, em 2023, já faturaram o primeiro lugar apresentando soluções para as dores das cooperativas de mel. “Desenvolvemos tecnologia pensando na rastreabilidade tanto das colmeias quanto do apiário e a solução também englobaria a gestão da cooperativa. Com isso, acabamos sendo agraciados com o primeiro lugar. Esse ano a expectativa é entregar também alguma solução que seja aplicável ao meio, que vai gerar valor ao produto e, se possível, ganhar o primeiro lugar ”, salienta confiante Liberali.  Legenda: Empresas vencedoras estão confiantes em repetir o desempenho na quinta edição do hackathon Crédito Ele destacou a importância e relevância do hackathon do Show Rural Digital para o segmento do agronegócio. “Os eventos como o Hackathon, servem para buscar inovação. Quando a gente pensa em inovação, são ideias inusitadas para atender problemas do cotidiano. Então não adianta buscar ideias inusitadas para problemas inusitados. Os problemas que afetam as pessoas estão no dia a dia, são do cotidiano. Então precisamos de ideias novas para estes problemas. E o Hackathon da Coopavel tem essa finalidade”, frisa.  Iniciante Diferente de muitos participantes, a acadêmica do 3º período de Engenharia de Software, Giulia Vilanova (18), disputa pela primeira vez a maratona. “Eu busquei o Hackathon porque estava procurando uma experiência de imersão na solução de problemas, acho que se encaixa totalmente com o meu curso. E justamente por isso, acredito que vai ser uma experiência de muito crescimento profissional e até pessoal também. Bastante desafiador, mas muito legal também”, avalia Giulia.  São parceiros da Coopavel na realização da maratona Sebrae, Iguassu Valley, Assespro-PR, Governo do Paraná, Celepar, Fomento Paraná, Biopark, AcicLabs, Sindicato Rural, IDR-Paraná, Embrapa e Fundetec. Legendas:- Equipes terão menos de 36 horas para apresentar um produto que solucione algum dos problemas apresentados - Empresas vencedoras estão confiantes em repetir o desempenho na quinta edição do hackathon Legenda: Organizadores incentivam os participantes a se empenharem na maratona Crédito: Assessoria

Show Rural Coopavel: Claro leva conectividade 5G+ a 36ª edição do evento

Legenda: especialista em Inovação do beOn Claro, Pablo Carvalho Crédito: Assessoria A Claro marca presença em mais uma edição do Show Rural Coopavel, importante evento do calendário do agronegócio nacional, que acontece em Cascavel, no Oeste do Paraná, até o dia 9 de fevereiro. A operadora está disponibilizando conexão com tecnologia 5G+ no Espaço Impulso, maior Hub de inovação aberta focado no agro instalado dentro do Show Rural Coopavel. Segundo medições realizadas pelo Speedtest®, a Claro tem a rede 5G mais rápida, estável e que oferece a melhor experiência em vídeos e games do Brasil, além de contar com o Wi-Fi mais estável do país. Durante o Show Rural Coopavel, o beOn Claro, hub de inovação da operadora, debate sobre os desafios e oportunidades do setor, para conhecer melhor as necessidades dos produtores e identificar empreendedores e startups com soluções que possam contribuir para acelerar a experimentação de novos negócios no Agro. Na quarta (07/02), o especialista em Inovação do beOn Claro, Pablo Carvalho, ministrou palestra sobre Tendências da Agricultura de Decisão, no Espaço Impulso. Na palestra, o público pode conferir como a Claro e o beOn se posicionam no ecossistema de Agronegócios e vários outros temas como: Cadeia de Valor do Agro com Soluções da Claro; Modelo de como desenvolvemos parcerias para explorar desafios com soluções inovadoras Ambiguidade para produzir mais e melhor; Megatendências do setor; Smart Farm - um produto de visão 360º da fazenda e CTA para o estande na feira.

Nuvem é alternativa para unificar as informações do campo

Legenda: Palestra foi apresentada durante o Iguassu Valley Show na Arena Hackathon Paraná Crédito: Assessoria Entre as tendências apresentadas durante o Iguassu Valley Show, um fórum de inovação aberta – open innovation -, direcionado para empresas que buscam novas tendências tecnológicas para seus negócios, estava a palestra que propôs o uso da nuvem para unificar as informações do campo. A sequência de palestras, paineis com especialistas e fóruns acontece dentro do barracão do Show Rural Digital (SRD), durante a 36ª edição do Show Rural Coopavel 2024.  O tema Agricultura na AWS - Casos de Agricultura na Nuvem foi abordado na manhã da segunda-feira (05) na Arena Hackathon Paraná do SRD pelos palestrantes Charleston Telles (AWS), Maxwell Castro (AWS) e Guilherme (Jacto).  O arquiteto de soluções da AWS, Charleston Telles, comenta sobre o problema da conectividade agrícola. “Passamos em vários estandes aqui e vimos muitos drones coletando dados, estamos vendo muitos veículos coletando dados, sensores em campos de produção fazendo o mesmo e resolvemos trazer uma abordagem de, porque não utilizar a nuvem para conectar todos esses dados?”, indagou.  Ele ponderou sobre os desafios relacionados a formatos específicos e onde armazenar todos esses dados, posto que a demanda é cada vez mais crescente para o agricultor e visualizar toda essa informação em plataformas distintas só aumenta o tamanho do desafio. “Foi no sentido de reduzir custos e aumentar a produtividade que apresentamos a nuvem como solução para auxiliar na agricultura para conectar todos esses dados”, responde Charleston.  Um exemplo prático é utilizar todo o histórico de como os fatores climáticos já interferiram naquela produção e cruzar os dados com as previsões do clima. Desta forma é possível antecipar possíveis problemas. “E com isso a gente consegue dar insights, ou seja, dar dicas para o produtor de quando irrigar ou quando não irrigar, então seria nessa linhagem seria uma das possibilidades de redução de custos”, explica o arquiteto de soluções. Colmeia Outra solução apresentada foi na área da apicultura. O arquiteto de soluções da AWS, Maxwell Castro,  trouxe um caso onde é possível avaliar a produtividade de mel das abelhas medindo o peso da colmeia. “Isso traz uma visão para o apicultor de como que tem essa produção e de como pode melhorar. Talvez ele tenha que realocar a colmeia de lugar ou tenha que tomar algum outro tipo de ação para que essa produtividade continue boa”, discorre Maxwell.  Autonomia Entre as soluções apresentadas, os arquitetos de soluções falaram sobre o agricultor que está usando a inteligência no maquinário, tornando o uso autônomo possibilitando até a substituição do motorista dentro do maquinário para executar a ação programada. Outro case que está em acompanhamento é na avicultura, a equipe está avaliando a possibilidade de engorda e o abate da ave de uma forma mais rápida. As informações possibilitam fazer ela comer e dormir com uma frequência maior, sem prejudicar a saúde do animal.  Legendas: - Arquitetos de soluções da AWS trazem clientes para reforçar os cases de sucesso - Palestra foi apresentada durante o Iguassu Valley Show na Arena Hackathon Paraná

Mais Notícias