Purunã está presente no Show Rural

Por Edmilson Gonçales Liberal
Associação de Criadores oferece animais para venda durante a feira.

O Show Rural  conta com 40 animais Purunã para exposição e comercialização. Reconhecida oficialmente pelo Ministério de Agricultura e Abastecimento (Mapa) há dois anos, a raça de corte genuinamente paranaense vem conquistando pecuaristas em todas as regiões brasileiras.

“Nosso objetivo é chegar a todos os estados do Brasil até o final de 2020, e já há criadores também no Paraguai”, anuncia Piotre Laginski, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Purunã (ABCP), que montou um estande no Show Rural. O Oeste do Paraná é um dos maiores polos de criadores da raça no país.

Laginski  afirma ainda que a ACP vai firmar no Show Rural um contrato com a empresa Semex (www.semex.com.br), para ampliar a oferta de sêmen Purunã no Brasil e no exterior.

A ACP também formalizou parceria com uma empresa de consultoria em planejamento, organização e gestão de propriedades rurais. O pecuarista que comprar um touro Purunã recebe a visita de um consultor para avaliar a administração de seu negócio. “É uma cortesia que, por enquanto, oferecemos a produtores do Sul do Brasil”, esclarece Piotre.

Laginski cita ainda a parceria da ACP com a empresa Cescage Genética (www.cescagegenetica.com.br), de Ponta Grossa, que oferece condições facilitadas aos pecuaristas interessados em multiplicar embriões da raça.

CARACTERÍSTICAS – Gado de corte genuinamente paranaense e primeira raça criada por um centro de pesquisa estadual é resultado de mais de 30 anos de estudos e cruzamentos envolvendo as raças Charolês, Aberdeen Angus, Caracu e Canchim.

Seu desenvolvimento foi planejado para agregar os melhores atributos de cada raça formadora. Charolês contribuiu com a velocidade de ganho de peso, grande rendimento de carcaça e elevado percentual de carnes nobres. Angus conferiu precocidade, tamanho adulto moderado e temperamento dócil, além de carne macia e com alta qualidade de marmoreio. Caracu e Canchim transmitiram rusticidade, tolerância ao calor e resistência aos parasitas.
As vacas Purunã se destacam pela habilidade materna e boa produção de leite, características herdadas de Caracu e Angus. Já os touros vêm agradando os pecuaristas pelo bom desempenho em áreas de clima mais quente.
A precocidade sexual é outro ponto positivo. Novilhas e tourinhos criados em sistema extensivo com suplementação podem chegar à idade reprodutiva em cerca de 15 meses.

De acordo com a ABCP, Purunã pode ser adotada tanto para criação exclusiva quanto em cruzamentos com vacas Nelore e aneloradas, visando terminação.

O nome é uma homenagem à Serra do Purunã, que separa o primeiro e o segundo planaltos do Paraná e fica próxima à Fazenda-Modelo, estação experimental do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), onde, por mais de 30 anos, o trabalho de desenvolvimento da raça foi realizado.

Banco do Brasil Caixa Governo Federal